Quinta-feira, 20.02.14

15ª edição do 'Correntes d'Escritas' no 'Jornal de Letras , Artes e Ideias'

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações da Editora Objectiva sobre o 'Correntes d'Escritas'2014

 

Clique e saiba mais :

 

Programa completo do "Correntes d'Escritas'
Participantes da edição 2014 do 'Correntes d'Escritas'
Página do Facebook do 'Correntes d'Escritas'

 

 

 

 

publicado por Editora Objectiva às 15:31 | link do post | comentar

José Ovejero, autor do romance "A invenção do Amor" e participante do ' Correntes d'Escritas', no 'Preguiça Magazine'.

 

José Ovejero: ao sabor das Correntes

jose-ovejero

 

A maior concentração de escritores ibéricos por metro quadrado acontece esta semana na Póvoa de Varzim: de quinta a sábado (20 a 22 de Fevereiro) vão estar nas Correntes d’Escritas mais de 60 autores: um deles é o espanhol José Ovejero, que acaba de lançar um livro com carimbo de Aprovado pela Preguiça. Em entrevista ao nosso magazine, explica como fechar a porta à crise abrindo as do humor e da imaginação.(...)

 

De Espanha, com amor inventado

capa_Invencao_do_Amor

 

 

Mas o que vem a ser, afinal, a invenção do amor? Se o título vos soa a auto-ajuda e já estão a torcer o nariz, podem ficar descansados: não tem nada a ver. O novo livro de José Ovejero vale cada letrinha que traz dentro: uma prosa fluida e vibrante, que toca em temas fulcrais da existência nos dias de hoje – a crise pessoal e social – e aponta a imaginação como o escape possível. (...)

 

Saiba mais em 'Preguiça Magazine'-José Ovejero:ao sabor das correntes-20.02.14

publicado por Editora Objectiva às 10:18 | link do post | comentar
Quarta-feira, 19.02.14

''Correntes d' Escritas" no 'Jornal de Letras, Artes e Ideias'.

 Afonso Cruz, Valter Hugo Mãe, João Tordo, José Ovejero,

são alguns dos autores  presentes no 'Correntes d'Escrita' .

 

 

 

À 15.ª edição, as Correntes d'Escritas assumem-se ainda mais acorrentadas. Para assinalar a data redonda, o Encontro de Escritores Íbero-americanos da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, que se realiza de 20 a 22 de fevereiro, vai pôr todos os convidados a falar sobre "correntes". Eis o conceito das sete mesas redondas, que este ano decorrem no Centro de Congressos do Hotel Axis Vermar. A mudança para um auditório maior, com 600 lugares, para haver lugar para toda a gente, é uma das novidades deste ano, a par dos "30 Minutos de Conversa" e da estreia absoluta de 15 escritores, selecionados a partir de sugestões dos participantes de todas as edições transatas. (...)

 
Na sexta-feira, dia 21, o programa arranca, às 10, com Palavras + Correntes = X, com Afonso Cruz, (...)

 

E, às 17 e 30, De Correntes e Cont(r)a-correntes se Faz a Poesia, com Ana Luísa Amaral, Golgona Anghel, João Moita, Margarida Ferra, Valter Hugo Mãe, (...)

 

A Ficção nos Livros é Corrente de Verdade, com Ana Margarida de Carvalho, António Mota, Boaventura Cardoso, João Ricardo Pedro, José Ovejero, (...)

 

 

(...) Inclui ainda contos Andrea del Fuego, Helder Macedo, João Paulo Sousa, João Tordo, José Rentes de Carvalho, Nuno Camarneiro, Patrícia Portela, Valter Hugo Mãe e Waldir Araújo ...

 

Saiba mais em JL.17.02.14

publicado por Editora Objectiva às 09:58 | link do post | comentar
Sexta-feira, 14.02.14

"A invenção do amor", de José Ovejero, no Jornal de Leiria.

 

In Jornal de Leiria.06.02.14

 

Sobre o livro:    

                            

"A Invenção do Amor" passa-se em Madrid, nos dias de hoje, e narra a história de Samuel, que se apaixona por uma mulher que já morreu e que ele nem sequer conhecia. A partir daí, decide-se a reinventar-lhe uma vida, fazendo do leitor cúmplice na capacidade do ser humano para se enganar a si mesmo.
Do seu terraço, Samuel observa a agitação quotidiana de Madrid, repetindo para si próprio que tudo está bem. Sobreviveu aos quarenta, a "idade maldita", não tem filhos, e as mulheres entram e saem da sua vida sem nunca pronunciarem as palavras "para sempre".
Uma madrugada, alguém lhe comunica por telefone que Clara, sua ex-namorada, morreu num acidente. De ressaca, Samuel é incapaz de explicar que não conhece nenhuma Clara. Impelido por um misto de curiosidade e enfado, decide ir ao velório. É então que, fascinado pela possibilidade de usurpar a identidade da pessoa com quem o confundem, Samuel ficciona uma história de amor com Clara, que vai partilhando com Carina, a irmã desta. Samuel vê nesse jogo de ilusões a possibilidade de reinventar a sua existência e de, por fim, se sentir vivo. À medida que a memória de Clara vai ganhando verdadeira forma na sua cabeça, vai crescendo também a atracção que sente por Carina - e Samuel começa a perder o controlo do jogo que criou. Irá o amor que inventou ser a sua salvação ou a sua perdição?
....................................................................................................................
Sobre o autor:

Romancista, contista, ensaísta, dramaturgo e poeta, por todos estes géneros recebeu diversos prémios literários. Pelo último romance, A Invenção do Amor, foi destacado com o Prémio Alfaguara de Romance em 2013.
publicado por Editora Objectiva às 11:00 | link do post | comentar
Quarta-feira, 05.02.14

"A invenção do amor", de José Ovejero, na Imprensa

 

 

 

 In Time Out.05.02.14

 In I.LIV.01.02.14

 

 

 

In Jornal de Leiría.30.01.14

 

....................................................................................................................

 

Sobre o livro:    

                            

"A Invenção do Amor" passa-se em Madrid, nos dias de hoje, e narra a história de Samuel, que se apaixona por uma mulher que já morreu e que ele nem sequer conhecia. A partir daí, decide-se a reinventar-lhe uma vida, fazendo do leitor cúmplice na capacidade do ser humano para se enganar a si mesmo.
Do seu terraço, Samuel observa a agitação quotidiana de Madrid, repetindo para si próprio que tudo está bem. Sobreviveu aos quarenta, a "idade maldita", não tem filhos, e as mulheres entram e saem da sua vida sem nunca pronunciarem as palavras "para sempre".
Uma madrugada, alguém lhe comunica por telefone que Clara, sua ex-namorada, morreu num acidente. De ressaca, Samuel é incapaz de explicar que não conhece nenhuma Clara. Impelido por um misto de curiosidade e enfado, decide ir ao velório. É então que, fascinado pela possibilidade de usurpar a identidade da pessoa com quem o confundem, Samuel ficciona uma história de amor com Clara, que vai partilhando com Carina, a irmã desta. Samuel vê nesse jogo de ilusões a possibilidade de reinventar a sua existência e de, por fim, se sentir vivo. À medida que a memória de Clara vai ganhando verdadeira forma na sua cabeça, vai crescendo também a atracção que sente por Carina - e Samuel começa a perder o controlo do jogo que criou. Irá o amor que inventou ser a sua salvação ou a sua perdição?
....................................................................................................................
Sobre o autor:

Romancista, contista, ensaísta, dramaturgo e poeta, por todos estes géneros recebeu diversos prémios literários. Pelo último romance, A Invenção do Amor, foi destacado com o Prémio Alfaguara de Romance em 2013.
publicado por Editora Objectiva às 09:59 | link do post | comentar
Segunda-feira, 03.02.14

"A invenção do amor", de José Ovejero, na Revista 'Caras' de Fevereiro.

 

Sugestão de leitura da 'Caras'

In 'Caras'.01.02.14

 

....................................................................................................................

 

Sobre o livro:    

                            

"A Invenção do Amor" passa-se em Madrid, nos dias de hoje, e narra a história de Samuel, que se apaixona por uma mulher que já morreu e que ele nem sequer conhecia. A partir daí, decide-se a reinventar-lhe uma vida, fazendo do leitor cúmplice na capacidade do ser humano para se enganar a si mesmo.
Do seu terraço, Samuel observa a agitação quotidiana de Madrid, repetindo para si próprio que tudo está bem. Sobreviveu aos quarenta, a "idade maldita", não tem filhos, e as mulheres entram e saem da sua vida sem nunca pronunciarem as palavras "para sempre".
Uma madrugada, alguém lhe comunica por telefone que Clara, sua ex-namorada, morreu num acidente. De ressaca, Samuel é incapaz de explicar que não conhece nenhuma Clara. Impelido por um misto de curiosidade e enfado, decide ir ao velório. É então que, fascinado pela possibilidade de usurpar a identidade da pessoa com quem o confundem, Samuel ficciona uma história de amor com Clara, que vai partilhando com Carina, a irmã desta. Samuel vê nesse jogo de ilusões a possibilidade de reinventar a sua existência e de, por fim, se sentir vivo. À medida que a memória de Clara vai ganhando verdadeira forma na sua cabeça, vai crescendo também a atracção que sente por Carina - e Samuel começa a perder o controlo do jogo que criou. Irá o amor que inventou ser a sua salvação ou a sua perdição?
....................................................................................................................
Sobre o autor:

Romancista, contista, ensaísta, dramaturgo e poeta, por todos estes géneros recebeu diversos prémios literários. Pelo último romance, A Invenção do Amor, foi destacado com o Prémio Alfaguara de Romance em 2013.
publicado por Editora Objectiva às 10:01 | link do post | comentar
Quarta-feira, 29.01.14

"A invenção do amor", de José Ovejero, na página da 'Fundação José Saramago'

José Ovejero ganha Prémio Alfaguara de Romance

O amor como busca, refúgio e fuga da crise pessoal e social é o tema com o qual José Ovejero, no romance "A Invenção do Amor", venceu a XVI edição do Prémio Alfaguara de Romance.

 

Saiba mais na página da Fundação José Saramago

publicado por Editora Objectiva às 16:45 | link do post | comentar

"A invenção do amor", de José Ovejero, no blogue "As leituras do corvo"

 

 Um romance com todos os ingredientes de um thriller clássico.

 

 

 

 

Saiba mais no blogue 'As leituras do Corvo'.14.01.14

publicado por Editora Objectiva às 09:31 | link do post | comentar
Terça-feira, 28.01.14

"A invenção do amor", de José Ovejero, dado a conhecer pela imprensa.

 O romance que levou José Ovedero a ganhar o 

Prémio Alfaguara de Romance em 2013.
 

In 'O Jogo'.25.01.14

 

 

 

In Diário de Aveiro.25.01.14

 

In LUX.27.01.14

 

 

publicado por Editora Objectiva às 10:30 | link do post | comentar
Segunda-feira, 27.01.14

"A invenção do amor", de José Ovejero, no blogue 'Manta de Histórias'.

A Invenção do Amor de José Ovejero - Novidade Alfaguara

 

(...) Do escritor madrileno José Ovejero nasceu em Madrid em 1958. A sua paixão pela literatura e pelo jornalismo leva-o a dividir a sua vida entre a cidade-natal e Bruxelas. Romancista, contista, ensaísta, dramaturgo e poeta, por todos estes géneros recebeu diversos prémios literários. Pelo último romance, A Invenção do Amor, foi destacado com o Prémio Alfaguara de Romance em 2013.

 

Saiba mais no Blogue 'Manta de Histórias'.22.01.14

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Editora Objectiva às 16:59 | link do post | comentar

pesquisar neste blog

 

Ligue-se à Objectiva

posts recentes

Acerca da Objectiva

Já ouviu falar da «Caderneta da Cromos», do Nuno Markl, d’«O Filho de Mil Homens», de Valter Hugo Mãe? Gosta de Nick Cave ou de Leonard Cohen? A vida de Steve Jobs desperta-lhe a curiosidade? Acha pertinentes os comentários de Medina Carreira? Saiba que a Objectiva leva até si os livros e os autores que mais mexem consigo e com o mundo… seja a que escala for.

50 mil já compraram a «Caderneta de cromos», Valter Hugo Mãe demorou uma hora para fazer um quilómetro a pé na festa literária de Paraty, no Brasil; Leonard Cohen é o mais badalado dos últimos prémios Príncipe das Astúrias. O mercado internacional também já reconheceu as escolhas da Objectiva. Somos uma chancela de confiança num mundo cada vez mais desconfiado.

Tudo o que não cabe na ficção cabe no pensamento e nas teses dos especialistas: da Psicologia ao Bem-Estar, do Humor à Economia. É através desses especialistas em diversas áreas que conseguimos ajudar a formar opinião e a pensar o estado das coisas. Mas o leitor é sempre quem mais nos influencia.

Saiba por que é que o livro ainda é uma arma poderosa e um vício saudável. Veja as escolhas da Objectiva.

links

tags

todas as tags