"O Cultivo das Flores de Plástico", de Afonso Cruz, no 'Bibliotecário de Babel'

 «A pensar em nós, ninguém faz campanhas contra

o abandono. Somos apenas seres humanos.»

  

 

"(...) Em nove cenas de assinalável economia dramática, Afonso Cruz oferece-nos retratos muito nítidos das personagens: Couraçado Korzhev, um russo que guarda mapas num saco, conchas no bolso e uma nostalgia alimentada a álcool; Jorge, um homem que um dia se fartou da hipocrisia, mandou a ordem social dar uma curva e vive em função dessa desistência (embora insista em espalhar actos aleatórios de bondade); Lili, sempre à procura das fechaduras onde entrem as chaves que lhe sobraram do tempo em que tinha um tecto; e uma «senhora de fato», disposta a fingir que finge a pobreza absoluta em que o desemprego a lançou.(...)"

 

Leia mais em 'Bibliotecário de Babel'22.10.13 

 

Durante o mês de Dezembro, de 4 a 22, poderá ver esta peça representada no Teatro Trindade

Informe-se aqui

publicado por Editora Objectiva às 17:26 | link do post