«Os últimos dias dos nossos pais», de Joël Dicker, no 'Diário de Aveiro'

 Do mesmo autor do best seller

"A verdade sobre o caso Harry Quebert"

 

k- Os últimos dias dos noso pais.dicker.jpgOs-últimos-dias-dos-nossos-pais.Diário-de-Avei

In Diário de Aveiro,15.11.14

Sobre o livro:

E se os ingleses tivessem sido os verdadeiros artesãos da vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial? Após a pesada e preocupante derrota do exército britânico em Dunquerque, Churchill tem uma ideia que viria a mudar o curso da história: criar um Executivo de Operações Especiais dentro dos Serviços Secretos. Paul-Émile, um jovem e patriótico parisiense, chega a Londres uns meses mais tarde para integrar o movimento da Resistência e é imediatamente recrutado pelo Executivo de Operações Especiais.
Apesar do patriotismo, ninguém nasce resistente, pelo que aí, junto com outros jovens franceses, irá ser sujeito a uma formação e treinos intensos, de forma a poder voltar a França e assim contribuir para a construção de uma rede de Resistência. Serão estes jovens aprendizes de guerreiros os verdadeiros protagonistas deste romance que nos revela, finalmente, a verdadeira natureza da relação entre o movimento da Resistência e a Inglaterra de Churchill.
 

 

 

 

publicado por Editora Objectiva às 10:35 | link do post | comentar