Entrevista a João Tordo no 'Ardinas'

“Passava o resto da vida a mudar os meus livros” -

- João Tordo, autor de "Biografia Involuntária dos Amantes",

seu último romance, edtado pela Alfaguara

 

João Tordo ARDINAS.jpg

 

«Marcado por influências da filosofia e do jornalismo, João Tordo diz que não veio de nada. Os diversos autores contemporâneos que lê ajudam a construir a “tradição literária” que o define, mas o seu estilo é único – as obsessões, o perfecionismo e a sede de arriscar complementam a vocação que descobriu em miúdo. O escritor confessa que não sabe o que os leitores querem, mas de uma coisa tem a certeza: escrever livros é diferente de ser escritor. (…)

 

 

 

 

 

 De que livro gosta mais?
Aqueles de que gosto mais são os dois últimos, “O Ano Sabático” e a “Biografia Involuntária dos Amantes”. Acho que são os mais bem conseguidos.

Por serem os últimos?
Não. Trata-se de estarem mais próximos daquilo sobre o qual me interessa falar. E acho que estão mais próximos de uma forma ficcional que eu acho que é a minha, que é uma forma de fronteira entre ficção e realidade, a mistura dessas duas coisas. (…)

Leia mais em Ardinas.01.11.14

publicado por Editora Objectiva às 12:40 | link do post | comentar